Os alunos dos segundo e terceiro anos se divertiram e aprenderam muito com o tema escolhido para Feira Cultural.

Puderam perceber e vivenciar inúmeras sensações a partir da execução de diferentes movimentos. Também exploramos as sensações em situações diversas em que um sentido era “bloqueado”.

Para a introdução do tema, os alunos responderam a uma pesquisa sobre o tema: Sensações e Movimento.

Contamos diversas vezes com a professora de Educação Física, que, em suas aulas e atividades, pôde desenvolver nos alunos a consciência corporal e as possibilidades de movimentação. 

Realizamos atividades como a brincadeira da cabra cega, sobre a qual refletimos e definimos em uma palavra qual foi a sensação de andar de olhos vendados. Bem como identificamos diferentes materiais pelo tato, olfato e gustação. Exploramos inúmeras vezes a audição; ora com músicas ora identificando os barulhos externos.

Piatech

Na Piatech, nossos alunos, com a ajuda de alguns aplicativos como Quiver, Merge Cube e óculos de realidade virtual, puderam sentir a maravilhosa sensação ao ver seus desenhos criarem vida, alguns personagens demonstrando sensações como a raiva, a felicidade entre outras.

De fato, nosso projeto colocou nossos alunos diante de vivências ….

Além disso, conhecemos o artista plástico Ivan Cruz e suas obras que retratam pessoas em movimento, realizando brincadeiras infantis. 

Aprofundamos o assunto sobre arte abstrata, em que misturamos sensações e movimentos em cada obra realizada.

String Art

Também foi trabalhado String art, uma arte na madeira com linha, para entender o movimento, e também giz de cera quente que, ao derreter, tivemos a sensação do calor e vimos o movimento que o giz fez, então percebemos que cada obra ficava de uma maneira.

No dia da feira, nossas salas puderam ser apreciadas com atividades e puderam, também,  vivenciar um pouquinho de tudo aquilo que nossos alunos fizeram no decorrer do projeto. 

Em uma de nossas salas, tinham as atividades interativas, os óculos de realidade virtual e massagem. Na outra sala, tínhamos o túnel das sensações, inspirado na exposição do artista: Cildo Meireles que, ao entrar, os visitantes com os olhos vendados, escolhiam um gelo ( doce ou salgado). A exposição do artista pode ser apreciada no Sesc Pompeia até 2 de fevereiro de 2020.  Tínhamos, também, dentro do túnel, uma parede com tecidos de diversas texturas e sachês para ativar o olfato. Na saída do túnel, montamos uma mesa com luvas, dentro dessas luvas colocamos diferentes tipos de materiais e, a cada vez que um visitante colocava a mão, podiamos alí ver uma sensação diferente estampada em seus rostos. A fim de descrever as atividades realizadas em nossas salas, os visitantes, por meio de uma única palavra,  escreviam uma sensação e colocavam em nosso bambolê.  

 Para finalizar, nossos alunos dos 2ºano e 3ºano apresentaram a música Sensações, utilizando-se da linguagem de sinais. Eles ficaram tímidos diante do público, mas arrasaram nas explicações de cada trabalho realizado na nossa Feira Cultural.